Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Na génese do Jazz

por João Távora, em 06.02.14

 

Esta é a minha mais recente aquisição, "Saint Louis blues" de W.C. Handy (1873 -1958) interpretada pelo quinteto "Original Dixieland Jazz Band", um Blues cantado ao ritmo Foxtrot mas que nos remete claramente para o Jazz, estilo que então despontava nas imediações de Nova Orleans. Rotulada como Fox - Trot, esta gravação 8772-A His Master’s Voice - Victor de 1921 é tida como a primeira versão registada com acompanhamento vocal, no caso interpretada por Al Bernard (1888-  1949).  Alfred A. "Al" Bernard foi um popular cantor de vaudeville “blackface singer” de New Orleans, Louisiana cognominado "The Boy From Dixie" que teve o seu auge de popularidade nos anos dez e vinte do século passado. Repare-se no estilo gingão da vocalização "à negro” e nas harmonias Blues que hoje nos são familiares e no arrojado improviso da corneta no final.  

Com um toque inicial de “Tango”, ritmo muito em voga na época, este delicioso tema "Saint Louis blues" de W.C. Handy, conhecido como o "Hamlet do jazz", foi o primeiro grande sucesso de uma canção Blues, e ainda hoje é um clássico do reportório jazz, tendo sido interpretada ao longo dos tempos por diferentes artistas como Louis Armstrong e Bessie Smith, passando por Count Basie, Glenn Miller, Guy Lombardo ou a Boston Pops Orchestra.

Vale bem a pena coscuvilhar velharias, é o que eu vos digo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:28




A montante deste caprichoso prazer de coleccionar os sons antigos e de saborear sofisticados sistemas de reprodução sonora está uma enorme paixão. Neste blog que afinal é uma contradição de termos – uma plataforma de partilha digital em defesa do suporte analógico - presto tributo a essa que considero a mais divinal forma de expressão humana: a música.


O Autor

João Lancastre e Távora nasceu em Lisboa, que adora. Exilado no Estoril, alienado com política e com os media, é sportinguista de sofrer, monárquico, católico e conservador. No resto é um vencedor: casado, pai de filhos e enteados, é empresário na área da Comunicação e do Marketing. Participando em diversos projectos de intervenção cívica, é dirigente associativo e colabora em vários blogues e projectos comunicação política e cultural.

Instagram

Instagram




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D