Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Fado Espanhol - Luísa Baharem, 1927

por João Távora, em 18.03.14

Este e muitas outras gravações portuguesas antigas podem ser escutadas aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:07



5 comentários

De Joaquim Silva a 03.05.2014 às 12:18

Seria possível saber quem executa a guitarra. Esta senhora (Luisa Baharem) não será, porque era uma soprano. Se for possível agradeço.

De João Távora a 03.05.2014 às 16:36

Caro Joaquim Silva: como acontecia nos discos desta época a única informação disponível é aquela que está no rótulo - ou seja nenhuma "Acomp. de Guitarra y Viola".

Cordeais cumprimentos.

De M Marques Inácio a 17.02.2015 às 19:01

Boa noite

Será que me podem dar alguma pista de investigação sobre esta cantora LUÍSA BAHAREM? muito obrigado
M Marques Inácio

De Fernando Lopes a 16.06.2015 às 10:03

Caro Senhor João Távora

Por acaso entrei nesta sua página (sou um utilizador limitado destas tecnologias). Ando a pesquisar a História de António Correia Baharem (o primeiro a usar este nome e timbre no século XVI)que julgo ser seu antepassado (Lancastre)Muito provavelmente saberá muito mais do que eu sobre este assunto. O "fundador" ou um seu descendente teve casa na Terrugem de Oeiras (citado no memorial)sendo os seus descendentes ainda citados para o século XVIII. A casa principal seria perto de Alenquer. Deste ramo sobressaem os Condes da Lousã que são Lancastre, ao que julgo saber. Quanto a esta senhora, que julgo ser desta família, achei curioso e pouco sei para além do que vem referido aqui.

De João Távora a 17.06.2015 às 10:01

Obrigado pelo seu comentário Fernando. Não sendo a genealogia o meu forte, o facto que menciona é bem curioso.
Cordeais cumprimentos,

Comentar post



A montante deste caprichoso prazer de coleccionar os sons antigos e de saborear sofisticados sistemas de reprodução sonora está uma enorme paixão. Neste blog que afinal é uma contradição de termos – uma plataforma de partilha digital em defesa do suporte analógico - presto tributo a essa que considero a mais divinal forma de expressão humana: a música.


O Autor

João Lancastre e Távora nasceu em Lisboa, que adora. Exilado no Estoril, alienado com política e com os media, é sportinguista de sofrer, monárquico, católico e conservador. No resto é um vencedor: casado, pai de filhos e enteados, é empresário na área da Comunicação e do Marketing. Participando em diversos projectos de intervenção cívica, é dirigente associativo e colabora em vários blogues e projectos comunicação política e cultural.

Instagram

Instagram




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D